Dia dos Namorados

Para publicitário nenhum por defeito: São Valentim e Santo Antônio tem em comum o patrocínio ao Dia dos Namorados, seja em 14 de fevereiro ou 12 de junho.

dia dos namorados

São Valentim viveu no século III e sua associação ao amor vem por ter desobedecido o Imperador Cláudio II, que proibiu os casamentos a fim de ter um exército de solteiros, porque segundo ele, lutavam melhor do que homens casados. O bispo Valentim não concordava com esta ordem e continuou celebrando casamentos clandestinamente, até ser preso e condenado à morte, o que aconteceu em 14 de fevereiro de 270.

Já Santo Antônio viveu entre os séculos XII e XIII, nasceu em Lisboa, mas também morou na França e Itália. Sua fama de casamenteiro vem da história de uma jovem muito pobre que pediu a benção do então Frei Antônio porque não conseguia realizar o casamento por falta de dinheiro. Sua família não podia pagar o dote, as roupas para a cerimônia e o enxoval. O frei abençoou a moça e pediu que confiasse, pois receberia as doações e a solidariedade necessária para a realização do casamento. Passados alguns dias, a mulher recebeu em casa tudo aquilo que precisava e conseguiu se casar. 12 de junho é véspera do Dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro. Mas só por aqui temos esta data?

O Dia dos Namorados, surgiu no país em 12 de junho de 1949, em São Paulo. A conceituada loja Clipper foi a primeira a aderir à novidade no mês de junho, época em que não havia nenhuma data importante para alavancar as vendas no comércio. A ideia foi de João Agripino da Costa Dória Neto, mais conhecido como João Dória, da empresa publicitária Standart Propaganda. Ele criou o slogan “não é só com beijos que se prova o amor” para incentivar os casais apaixonados a celebrar uma data especial.

A inspiração veio do Dia de São Valentim, comemorado em 14 de fevereiro. Pela iniciativa, a empresa de João Dória conquistou um prêmio de agência do ano. Ainda foram necessários alguns anos para que a data ganhasse popularidade e trouxesse altos lucros aos comerciantes. Hoje, só perde em vendas para o Natal e o Dia das Mães.

Fonte: seuhistory.com

Anúncios

Ícones do cinema – 11 de junho

Com intervalo de 4 anos, o dia de hoje foi escolhido para o lançamento de 2 ícones do cinema para quem tem, digamos, uns 40 e poucos anos. O primeiro foi blockbuster total, ainda hoje leva espectadores às lágrimas e à firme convicção de vida extra terrestre. O segundo virou sinônimo de adolescência divertida e despreocupada. Quem não lembra, quem não assistiu pelo menos 2 vezes?

P.S.: e os traillers? Atração à parte para contar a história do filme. Muito bom rever.

Pacaembu – 75 anos

pacaembu

Esta semana o Estádio do Pacaembu comemora 75 anos tendo que se reinventar. Inaugurado em 27 de abril de 1940, tinha capacidade para 70 mil pessoas e na cerinômia de abertura estavam o então presidente do Brasil , Getúlio Vargas e o prefeito de São Paulo, Prestes Maia. Manifestações referentes à instabilidade política entre o presidente e os paulistas desde a Revolução Constitucionalista de 1932, também marcaram a data (já reparou que São Paulo não tem rua, avenida ou alameda com o nome de Getúlio Vargas?).

Na época em que os times de futebol paulistas não tinham estádio próprio, o Pacaembu foi a “casa” para todos eles na capital e foi também palco de grandes acontecimentos esportivos, como os Jogos Panamericanos de 1963 e a Copa do Mundo de 1950. O Palestra, atual Palmeiras, foi o primeiro time e conquistar um título no estádio em 1940 – o equivalente ao 1º turno do Campeonato Paulista. E também é o maior campeão do estádio, com 26 títulos. Grandes shows tiveram lugar no Pacaembu, entre eles Rolling Stones e Eric Clapton.

Em janeiro deste ano, a prefeitura abriu um chamamento público de concessão à iniciativa privada para modernizar o estádio no padrão das novas arenas. Tombado pelo Patrimônio Histórico desde 1998, as reformas tem que respeitar a. fachada.

Vista aerea pacaembu

Quem foi Paulo Machado de Carvalho?
O estádio originalmente batizado Estádio Municipal Pacaembu, teve seu nome alterado em homenagem ao advogado e empresário brasileiro que foi chefe da delegação de futebol nas campanhas vitoriosas das Copas de 58 e 62.

Primeiro jogo de futebol no Brasil completa 120 anos

O país do futebol comemora hoje a primeira partida deste esporte que virou paixão e mania nacional (mesmo com 7×1 ainda rondando nossas lembranças…). Não foi um jogo oficial, mas Charles Miller conta em entrevista a revista Cruzeiro de 1952 que foi “numa tarde fria de outono em 1895” na Várzea do Carmo, em São Paulo, que aconteceu a partida entre os funcionários da São Paulo Gás Company e da Estrada de Ferro São Paulo Railway (na sua maioria ingleses). O amistoso terminou em 4 a 2, com vitória do São Paulo Railway. Algumas fontes atribuem ao primeiro jogo a data de 15 de abril. De todo modo, entre hoje e amanhã, somo o país do futebol há 120 anos. Varzea-do-Carmo-1890 Várzea do Carmo na década de 1890 primeira-partida-de-futebol-do-brasil-1 Primeira partida de futebol no Brasil: Várzea do Carmo – São Paulo – 14.4.1895

Dia do Beijo

13 de abril é o Dia do Beijo. Mas, de onde vem este dia?

Dia do BeijoA origem é incerta, mas conta a lenda que em 13 de abril de 1882, em uma vila italiana existia um homem chamado Enrique Porchelo, que beijava todas as mulheres que encontrava, não importando se eram ou não comprometidas,.
Em 13 de abril daquele ano, o padre da região ofereceu um prêmio em moedas de ouro para a primeira mulher que se apresentasse e que não tivesse sido beijada por Enrique, porém nenhuma mulher se apresentou.
Além da lenda, acredita-se que a pequena fortuna está escondida, em algum local da Itália até hoje.