Saco do Mamanguá

saco do mamanguá

Desde pequena lembro de ir para Paraty com meus pais. Lembro de ficarmos na Pousada Coxixo (hoje Pousada Literária), lembro de sairmos pela cidade nos equilibrando nas pedras desniveladas das ruas. Lembro de passearmos de traineirinha pela baía, de nadar nas ilhas e praias escondidas.

Mas, de todas as vezes que fui a Paraty, até o Carnaval passado, nunca tinha ido até o Saco do Mamanguá. E é lindo!

Como se fosse um fiorde brasileiro, ele se estende 8 km costa adentro, ladeado por altos morros verdes de mata atlântica, terminando lá no fundo em um manguezal totalmente preservado. Só se chega de barco, ou por uma trilha meio duvidosa vindo de Trindade (vilarejo vizinho a Paraty).

É um paraíso escondido, com algumas casas (inclusive para alugar), uma pousada e muita paz. A menos que esteja em época de filmagem de blockbuster. Sim, cenas da saga Crepúsculo foram feitas lá. Os marinheiros da região contam que toda a entourage “hollywoodiana” tomou posse do local, fechando a entrada do fiorde e proibindo o uso de celulares e máquinas fotográficas de quem estivesse na equipe. Nada poderia ser registrado. Segredo para o lançamento do filme… Nesta mansão aqui e na prainha que beira o jardim foram feitas as cenas.

saco do mamanguá crepúsculo

Ir até o Saco do Mamanguá é um passeio longo que pode terminar com um delicioso almoço no Restaurante do Hiltinho, na Ilha do Algodão, caminho de volta para Paraty. São duas das delícias para se fazer saindo de barco pela baía.

Bom passeio, porque vale a pena!

saco do mamanguá

restaurante do hiltinho

Anúncios